Skip to content

COLETES

terça-feira, março 30, 2010

A história do colete é bastante antiga. As primeiras menções à peça são da época das guerras da Roma Antiga. Feitos de ferro, os coletes eram usados como proteção para o corpo nas batalhas.

Porém, esses não são registros históricos precisos. O primeiro registro oficial é por volta de 1660, onde se tornou uma peça obrigatória na indumentária dos nobres da corte do rei Charles II, na Inglaterra. Nessa época e até por volta de 1800, as peças eram confeccionadas em tecido brilhantes com bordados e brocados. No século XIX, os coletes foram se tornando mais sóbrios e passaram a ser feitos em tecidos lisos e com detalhes discretos. Nessa época, o colete tinha como papel destacar uma postura elegante e correta do homem. Com o passar do tempo, a peça foi se ajustando nas costas e mantendo o volume na parte superior, para destacar os ombros e os braços masculinos. Isso durou até por volta de 1940, quando os coletes foram cedendo lugar às jaquetas. Na década de 70, a peça voltou em versões mais descontraídas, com estampas e em tecido acetinado, com bastante brilho. Nos anos 80, a peça não teve destaque no cenário da moda, mas, nos anos 90v voltou e foi incorporado de vez no guarda roupa feminino. Uma das responsáveis por esse fenômeno foi a top Kate Moss.
Hoje, o colete ainda é uma peça tradicional no guarda roupa masculino, mas, são as mulheres que vem dando destaque à peça. Nas passarelas, nas ruas, nos shoppings,nas baladas, nos escritórios os coletes femininos aparecem nos mais diversos modelos, de vários materiais e estilos.

É preciso saber muito como é seu corpo para encontrar o modelo de colete ideal para você.
Coletes curtos encurtam o tronco. Então, se você tem tronco curto e pernas mais longas, fuja desse modelo. Opte pelos mais compridinhos. Uma outra boa opção são coletes fechados em que a fileira de botão vai dar a sensação “alongadora” de silhueta. Isso funciona também com a estampa risca de giz e é uma dica para as baixinhas.
Quem tem muito busto, deve evitar os com fecho, pois podem apertar e amassar os seios. Dê preferência para modelos que serão usados abertos.
Se você tem uma silhueta mais reta, procure usar modelos acinturados.
Lembre-se que por ser sobreposição, o colete sempre vai acrescentar volume na parte de cima. Então, para evitar o excesso, peças mais ajustadas (não  agarradas ao corpo) costumam funcionar melhor com ele.
Os coletes esportivos ou jeans, ficam bons com peças nesse mesmo estilo.
Os de alfaiataria são os mais versáteis, na minha opinião. Ficam bem com roupas mais casuais, como short e tênis, que vão bem em passeios e com peças mais clássicas, ótimas para o ambiente de trabalho. Usado fechados, eles ficam mais sóbrios, mais elegantes. Abertos, dão um ar mais despojado ao look.
Há ainda, os coletes com brilho. Os de paetês pretos são perfeitos para a balada. Deixe ele ser o “rei” da produção e use com peças básicas.
Se você tiver dúvida de como usar o colete invista na combinação clássica de preto com branco. Melhor dizendo, colete escuro com blusa clara.

Se você investir em um colete mais neutro, terá mais liberdade para brincar com os acessórios.
Agora, se você optou por roubar um colete de um menino, atenção em dobro: tem que ver se o tamanho fica bom pra você. Senão, vale copiar o modelo no seu manequim. E se o modelo do colete é mais masculino, use com peças bem femininas. Novamente, os acessórios serão seu maior aliado nessa hora. Famosas já aderiram ao colete. Fonte: Pequenos frascos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: